A otimização de websites com o objetivo de gerar mais tráfego e com isso ter maior visibilidade (o que os americanos chamam de SEO) sempre foi um elemento essencial, mas muitas vezes não é considerado uma prioridade ao se criar novas páginas ou “landing pages” em sites. Claro, você deseja maximizar as conversões, mas no final das contas você precisa que seu conteúdo seja encontrado para converter.

Ao criar novas páginas e landing pages ou procurar melhorar as existentes, considere esta lista de verificação de SEO, pois ela pode ajudar a aumentar a visibilidade do seu site sem afetar a capacidade de conversão de suas páginas.


Arquitetura e HTML

  1. Aumente a visibilidade com URLs compatíveis com SEO:

Em primeiro lugar, ao criar ou modificar páginas já existentes, certifique-se de ter um URL adequado para SEO que use frases-chave naturalmente enquanto demonstra do que se trata a página. Isso é bom tanto para os mecanismos de pesquisa (para atribuir valor de SEO) quanto para os usuários (para estabelecer confiança tornando o URL compreensível). A chave aqui é que o URL seja simples, fácil de ler e reconhecível, mas rico em palavras-chaves.

Dicas:

  1. A) Faça experiências com URLs somente de palavras-chave, pois eles mostram sinais de que estão subindo na classificação – geralmente porque as páginas de recursos consistem em apenas duas, três ou quatro palavras.

B) Evite ULRs padrão gerados pelo seu sistema de gerenciamento de conteúdo, um bom exemplo de URL amigável para SEO para este artigo seria https://kisuccess.com/16-etapas-para-paginas-web-perfeitamente-otimizadas-com-foco-em-seo/. Evite URLs com códigos e números, pois não trazem relevância e podem gerar desconfiança.

  1. C) Certifique-se de verificar se você está usando apenas uma versão de seu URL – caso contrário pode gerar confusão tanto para o usuário quanto para o mecanismo de pesquisa. Se possível, forneça a versão www do seu URL e verifique o arquivo Robots.txt para ter certeza de que o seu URL (uma vez ativo) será indexável.

 

  1. Título – Sempre inclua palavras-chave:

O título é o fator de SEO mais importante na página e é possível ver a classificação das páginas quando usamos palavras-chave corretamente em um título. O algoritmo do Google dá muito peso ao título para identificar do que se trata a página web e ela não só é exibida no topo do seu navegador, mas também nos resultados SERP.

É por isso que é recomendável incluir a palavra-chave que você utilizando, no entanto, certifique-se de não apenas usar a palavra-chave com sabedoria, mas também de que o título seja atraente, compreensível, simples e direto ao ponto.

Dica: quanto mais próxima a palavra-chave estiver no início do título, mais peso ela terá nos mecanismos de pesquisa.

  1. Envolva seus títulos em tags H1:

As tags H1 destinam-se ao título e, portanto, você deve utilizar. No entanto, não otimize demais adicionando palavras-chave aos subtítulos H2, H3 e H4. O objetivo das tags H é informar ao Google como o conteúdo é estruturado para facilitar a leitura. Por exemplo: nosso título descreve o tópico desta postagem, seguido por subtítulos que explicam e detalham melhor o On-Page SEO.

Conforme você avança na página, observe os títulos e subtítulos de seu conteúdo e utilize os mesmos princípios que usaria para as tags de título. Os cabeçalhos e subtítulos usam palavras-chave naturalmente? Eles e se envolvem ou se relacionam? Estas são as perguntas que se deve perguntar em cada etapa do processo de SEO por página, mas elas realmente entram em jogo quando você analisa como utilizar as tags h com eficácia.

  1. Use marcação de dados estruturados:

De aos mecanismos de pesquisa o máximo de informações possível sobre o seu site e melhore o seu desempenho. Isso se tornou fundamental para páginas web que desejam superar a concorrência, ou seja, usar marcação de dados estruturados (conhecido como rich snippets) para aprimorar a pesquisa de buscas.  Isso não se aplica a todos os tipos de conteúdo, no entanto, deve-se fazer uso completo dele onde for aplicável.

  1. Escreva a meta descrição focada no recurso:

Com cerca de 150 caracteres, a meta descrição é uma das ferramentas mais poderosas que você tem nas SERPs, pois é o único lugar no mecanismo de pesquisa onde você pode essencialmente obter uma cópia do anúncio de graça. Faça esses 150 caracteres valerem a pena utilizando o espaço para fazer uma frase de chamariz, anotar propostas de valor exclusivas, o nome de sua marca, quaisquer localizações geográficas e detalhes em destaque sobre sua empresa, entre outros.

Não importa se você é uma startup ou apenas um provedor de serviços em sua área, você pode usar a meta descrição para destacar seu USP. Uma coisa que você deve ter certeza é verificar se não excedeu o limite de palavras e utilizar o espaço de forma eficaz.

6. Vinculação interna com texto âncora:

O objetivo é sempre manter os mecanismos de pesquisa e os usuários se aprofundando no site, então, se você estiver fazendo referência a páginas ou fontes específicas, certifique-se de criar um link para elas usando texto âncora que usa frases de chamariz (por exemplo, “saiba mais”, “assine agora”, etc.) ou frases-chave naturalmente. Não sobrecarregue o usuário com links – mantenha o foco e só saia da página de destino quando fizer sentido.

  1. Adicionar links externos:

Links externos têm seu lugar no mundo do SEO e acredita-se que fazer links para outros sites como referência ou citação tem um efeito positivo no SEO. Mas, ainda mais do que o fator de classificação, é um sinal de relevância que ajuda o Google a descobrir o seu conteúdo, do que se trata, e também mostra que você está agregando valor para os leitores ao vincular recursos úteis, como fizemos em este post também.

O objetivo é fornecer aos usuários a pesquisa realizada para eles, permitir que eles se aprofundem no conteúdo que você está escrevendo com pesquisas, evidências e referências e ouvir seus pontos de credibilidade.


Conteúdo

8. Use linguagem natural:

O próprio conteúdo do texto deve usar frases-chave naturalmente várias vezes ao longo da escrita, bem como utilizar variações contextuais. Isso também é conhecido como LSI (indexação semântica latente), ou seja, sinônimos e palavras-chave de variantes fechadas que o Google usa para determinar melhor a relevância da página.

Por exemplo, se você estivesse trabalhando em uma landing page sobre a banda The Rolling Stones, as práticas recomendadas de SEO indicariam que você usaria a frase “Rolling Stones” por toda parte, bem como frases relacionadas, como “rock n roll”, ” Mick Jagger ”e “Keith Richards”. ”.

Dica: Um bom teste é ler o conteúdo escrito em voz alta. Ele soa como algo que que facilmente seria conversado em algum canto? Caso contrário, considere diminuir o uso de palavras-chave ou ajustar seu texto para que flua mais naturalmente.

  1. Aumente o tamanho do conteúdo:

Comprimento pode significar força em SEO, então tente buscar um conteúdo mais longo, se puder. Em teoria, quanto mais conteúdo valioso for fornecido ao público, melhor, mas isso nem sempre é verdade. Para otimizar uma página, é preciso encontrar o equilíbrio certo entre a contagem de palavras e o valor oferecido.

A SERPIQ conduziu um estudo que descobriu que um conteúdo mais longo (e relevante) tende a ter uma classificação significativamente mais alta. Pedaços de conteúdo que são ricos em informações não precisam ter milhares de palavras, basta ter bom senso para atender às necessidades dos visitantes.

  1. Otimize as imagens:

Se estiver usando imagens, certifique-se que sejam relevantes para o tópico (uma imagem que não esteja bem associada ao conteúdo pode aumentar a taxa de rejeição), atraentes e estejam usando texto alternativo com legendas valiosas.

  1. Renomeie suas imagens com um nome descritivo, pois é crucial para o SEO de imagens. Ou seja, ao fazer o upload, certifique-se de nomear o arquivo com o nome exato do produto.
  2. Otimize o texto ALT ao enviar imagens, essas são alternativas de texto às imagens que o Google lê para aprender, embora seu algoritmo tenha evoluído, no entanto, devemos fazer o básico, pois ajuda as páginas a obterem uma melhor classificação nos resultados de pesquisa associando palavras-chave com imagens.
  3. Na verdade, usar alt tags é provavelmente a melhor maneira de seus produtos de e-commerce aparecerem na imagem do Google e na pesquisa na web porque os mecanismos de pesquisa leem o texto alternativo.

11. Escreva conteúdo de qualidade:

A qualidade do conteúdo é fundamental, por isso certifique-se de que está livre de erros ortográficos e gramaticais. Ele precisa engajar e manter as pessoas na página (para que o tempo no site mostre relevância/recebimento de valor). A verdade é que o Google não tem uma maneira direta de determinar a qualidade do conteúdo, mas métricas como tempo gasto no site, visitantes repetidos, favoritos e compartilhamentos contam para um conteúdo que o Google adoraria mostrar aos seus pesquisadores na página 1.

Além disso, fique atento: tenha certeza que o conteúdo é exclusivo, pois conteúdo duplicado ou conteúdo plagiado pode custar caro tanto em relação aos motores de busca quanto na experiência do usuário.

  1. Adicionar botões de compartilhamento social:

Torne mais fácil para as pessoas compartilharem o conteúdo. Os botões de compartilhamento social incentivam a distribuição de conteúdo em várias plataformas, o que pode enviar sinais aos mecanismos de pesquisa de que o conteúdo é valioso e vale a pena ser notado.

Além disso, cria pontos de contato adicionais com à marca, o que pode resultar em seu maior reconhecimento e naquela sensação boa ao usuário de estar perto da marca ou do produto.

Confie em nós: SEO + mídia social = um tapete perfeito.

  1. Aumente a velocidade do site:

Quanto mais rápido o site carregar, mais amigável ele será para os usuários. Frequentemente, encontra-se melhores métricas de usuário em páginas com um site que carrega mais rápido, além de haver uma correlação entre sites rápido e boas classificações.

Ocasionalmente, a velocidade do site pode ser limitada à plataforma usada. Se não tiver certeza de como otimizar a velocidade, a dica seria primeiro investigar o tempo de carregamento com uma ferramenta adequada e, em seguida, entrar em contato com o provedor de hospedagem do site – dependendo do provedor essa velocidade pode variar e muito. O importante é buscar maneiras de tornar o carregando das páginas mais rápido dentro dos parâmetros da plataforma e hospedagem usado.

  1. Design responsivo:

Uma fundamental mudança no webdesign usado hoje em dia comparado há alguns anos. Um design responsivo significa que as páginas de um site tenham o layout adaptável e de acordo com o dispositivo em que o usuário estiver navegando (um desktop e um smartphone por exemplo), tornando a navegação mais fácil e a experiência do usuário mais atraente. Isso agora é mais importante do que nunca porque o Google lançou recentemente (2020) um rótulo compatível com dispositivos móveis nos resultados de pesquisa, o que aumenta as taxas de cliques de sites compatíveis.

Além disso, o Google lançou até mesmo um rótulo para sites não compatíveis com dispositivos móveis, o que faz pensar em algo óbvio: o gigante das buscas online está pouco a pouco se preocupando mais com os usuários de dispositivos móveis já que o número destes usuário vem crescendo em escala progressiva nos últimos anos.

  1. Melhor legibilidade:

A fonte é muito pequena? A fonte é muito difícil de ler?  Acredite ou não, esses fatores influenciam no SEO mais do que se imagina. Certifique-se de que o conteúdo é capaz de envolver e ser lido facilmente, caso contrário, poderá ver uma alta taxa de rejeição, o que pode indicar aos mecanismos de pesquisa que sua página não está oferecendo valor.

  1. Organização:

Seu conteúdo está bem organizado? Um leitor pode facilmente dar uma olhada e ter uma ideia geral do que o site, blog, landing page, etc está tentando transmitir? Embora possa ser tentador escrever uma dissertação sobre um produto ou serviço, manter as coisas em ordem e bem organizadas é essencial (em particular para quem está passando rapidamente) para o visitante obter os insights.

Com essas dicas, certame é possível otimizar páginas web para SEO de forma eficaz. Procuramos ser claros e bem objetivos usando uma linguagem simples, porém efetiva para nosso leitor poder entender.  E lembramos que, caso precise de ajuda com SEO ou Local SEO (foco local), estamos à sua disposição. Basta entrar em contato. Boa sorte!

 

Pin It on Pinterest

Share This